Sobre as miúdas que dão choque


Sonho XCIII


Heinrich Hart tocava ao de leve com as costas da mão numa das faces de Francisca M. e retirava-a muito depressa, como se se tivesse queimado.

«Esta miúda dá choque!...»

E aparecia-lhe então aquela encantadora expressão de surpresa divertida que às vezes se estampava no seu rosto.

«Pudera.» Pensava ela, para os seus botões.

«Se este homem me deixa completamente electrificada, é natural que eu dê choque!...»