Artur B.

(1970-2002)


O seu ponto máximo são as Transgressões.