Sobre o "Fundo de Miséria"

Sonho XCVII

 

 
Tratava-se de um subsídio que se chamava «fundo de miséria».

As pessoas recorriam a ele na condição de levarem uma vida monástica e pareciam felizes e realizadas.

António Pizarro, como já levava uma «vida monástica», mesmo sem saber antes disso que a sua vida cabia em semelhante definição, ponderava se não devia candidatar-se a um tal «fundo de miséria».

Porém, candidaturas, como as dos prémios, ou das bolsas, não pareciam ser para si nem para nenhuma espécie de vagabundos afim.